COMO FAZER A TRANSIÇÃO DA PISCINA PARA ÁGUAS ABERTAS

Compre o livro MARATONA AQUÁTICA DAS PISCINAS ÀS ÁGUAS ABERTAS www.blogaguasabertas.com.br/nosso-livro e baixe o app XTREME SWIM https://play.google.com/store/apps/details?id=com.xtremeSwin.package

A transição do treinamento de natação na piscina para a natação em águas abertas se inicia com alguns cuidados necessários para essa modalidade esportiva. Quando realizado em águas abertas, o treino da natação exige algumas precauções importantes. Portanto, antes de mergulhar num canal, mar, rio, lago ou oceano, o atleta deve:

  • Utilizar uma touca colorida para que possa ser facilmente localizado por salva-vidas, embarcações e outros nadadores, bem como uma boia de segurança sinalizadora.
    • Deve avisar alguém sobre o exato local em que irá treinar, o horário e a distância a ser percorrida.
    • Nadar em grupo, com outros atletas ou ser acompanhado por alguém em uma embarcação.
    • Quando for nadar em águas abertas, tenha a autorização/permissão das autoridades locais.
    • Estar sempre alerta, mantendo total atenção no ambiente em seu entorno.
    • É importante ter absoluta certeza de que se está em um ambiente no qual compreende as condições em que está nadando. Sendo assim, verifique se há correnteza, identifique se há uma corrente de retorno e se as marés estão subindo ou descendo.
    • Para nadar em águas abertas é preciso conhecer as condições do ambiente e do clima. Assim, é importante se manter informado sobre as condições climáticas para o período do treino e, também, da prova, além de conhecer o ambiente. Por exemplo: saber a temperatura da água, quais as condições no fundo da água, saber se a água está limpa e/ou com visibilidade e saber se existem algas marinhas, águas vivas e/ou peixes pode ajudar no seu desempenho.

Além dos tópicos supracitados, para a transição da piscina para águas abertas o nadador deve considerar os seguintes passos:

  • Equipamentos: Adquirir os equipamentos necessários para o treinamento em águas abertas, considerando as regras da competição que for realizar, pois algumas não permitem o neoprene como parte das regras, por exemplo. Deve certificar-se de que todos os equipamentos estão em bom estado e que eles o deixem seguro e confortável durante o treinamento ou competição.
  • Realizar treinamentos regulares em locais de águas abertas: É importante que o nadador faça uma transição adequada do treinamento na piscina para ambientes de águas abertas, mantendo sua segurança e atingindo os resultados esperados. Para isso, é necessário um local de águas abertas adequado para realizar nados regulares visando tanto a aclimatação à água fria e à correnteza como o treino da busca visual de referências externas em ambiente de águas abertas. Tudo isso precisa ser feito gradualmente para que o nadador esteja pronto no momento da competição, sentindo-se confortável com a temperatura da água e demais condições do ambiente de águas abertas.
  • Realizar o TREINAMENTO MENTAL: um aspecto importante antes de entrar na água é o trabalho mental. É importante ter pensamentos positivos e ter o foco necessário na competição ou no treinamento, garantindo a sua segurança e uma boa performance. Para isso, é preciso ter foco.
  • Respirar: é importante umedecer atrás do pescoço e o rosto ao entrar na água, pois essas partes são sensíveis. Isso prepara o corpo para a entrada na água. Em seguida, respirar fundo e expirar, mergulhando até o pescoço. Esse processo é importante na transição da piscina para as águas abertas.
  • Confiança é a chave: Ao realizar um programa de treinamento adequado em piscinas, o nadador estará pronto para nadar em águas abertas, mas precisará de confiança. Para isso, deve começar em pequenas áreas de águas abertas, delimitando uma área controlada, onde possa se levantar, por exemplo. Deve começar com pequenas distâncias, aumentando gradualmente à medida em que se sentir mais confiante.
  • Parceiro de treinamento: É importante que o atleta realize seu treinamento na presença de um treinador ou de um parceiro de treino, de forma que isso lhe trará foco e mais confiança. Ter um parceiro de treinamento estimulará a competitividade, além de ser mais seguro.
  • Natação em grupo: Também é importante realizar treinamentos de natação em águas abertas com um grupo de nadadores. Isso fará com que o nadador se acostume a competir em meio a uma grande aglomeração de pessoas. Treinar  sozinho pode ser um obstáculo quando você precisar nadar junto com outros atletas em competições. Por isso, é importante realizar alguns treinamentos em equipe.
  • Manter seus olhos abertos: Saber realizar buscas visuais rápidas e localizar seu alvo é de suma importância durante as competições. Assim, o atleta precisa dominar a técnica de busca visual rápida (realizada inicialmente no ambiente de piscina), antes de se aventurar na natação em águas abertas.
  • Encontrar seu ritmo: É importante que o nadador mantenha um ritmo de treinamento adequado para alcançar seus objetivos e obter resultados positivos nas competições em águas abertas.

Texto de DIOGO MILANI ZOPPI

Empresário do setor de academias e assessoria esportiva à mais de 13 anos, especializado internacionalmente em salvamento aquático é ultramaratonista com décadas de experiência, fundador do PROGRAMA XTREME SWIM, e cofundador do projeto NADANDO PELO PLANETA, que realiza ações esportivas extremas em paralelo à ações socioambientais destinadas a despertar e incentivar as pessoas sobre às consequências da poluição causada pelos homens e que afetam todo o nosso planeta.

Baixe Grátis o Infográfico:

Calculadora de suplementação para treinos e provas

E descubra a quantidade ideal de: reposição hídrica, carboidratos, BCAA, sódio, cafeína e Whey Protein em seus treinos.

100% livre de spam.